Buscar
  • Ministério Amor Y Gracia

Boletim Nº2

Tudo começou com 30 crianças, um professor, em um local com poucas condições, compramos algumas cadeiras, entregamos material escolar e refeições para as nossas crianças, era algo tão diferente para aquelas criança, algo que em seus poucos anos de vida nunca tiveram esta oportunidade... Estudar e comer, mas agora graças a Deus elas podiam fazer ambos. Um episódio que ficou gravado na minha mente, foi quando vi pela primeira vez, como algumas crianças comiam bolachas feitas de barro e compartilhavam com seus irmãos.

A ONU, organização das nações unidas diz que a pobreza e a miséria passam os limites da realidade no Haiti, parece cenas de filmes de ficção mais é uma realidade. Eles afirmam que milhares de crianças para se manterem vivas comem bolachas feitas de barro, esta é uma das razões pelas quais estamos no Haiti trabalhando desde o ano 2000 até agora. Temos uma visão e missão que é de ensinar o amor de Deus, mas não apenas só com palavras, são também ações de amor e graça que Deus nos ensinou a praticar para com o próximo. Lembro-me muito bem, quando eu falei para um líder do que estava fazendo aqui no Haiti, e... Bom ele me respondeu com estas palavras... "Isso é perder o seu tempo, porque sua missão não é isso, a sua missão é ganhar

almas!" Eu respondi a ele que estas crianças também têm uma alma que têm muito valor para Deus, eu não iria abandona-las. Às vezes eu penso que há pessoas que veem apenas um lado da moeda, ou outro benefício qualquer na expressão de "ganhar almas".

Eu aprendi que trabalhar com crianças é duro, difícil e especialmente é um trabalho a longo prazo que tem muitas despesas, com ajuda de Deus, tomei a decisão de fazer este trabalho de amor e graça. Na época isso fez com que deixassem de me apoiar e consequentemente fui abandonado... Mas Deus não me deixou, ele abriu muitas portas, comecei a pregar sua palavra na República Dominicana, e todas as ofertas que eu ganhava investia naquelas crianças no Haiti.

Porque eu fazia isso? Bom... eu tinha "razões especiais". Naquele Natal de 2000 eu passei com um copo de água e um tomate, no meu âmbito financeiro... Eu não tinha recurso financeiro algum para poder comprar algo o que comer. Então numa madrugada Deus falou comigo, Ele falou que iria abrir muitas portas para mim, e que eu nunca me esquecesse daquele momento que tinha vivido. Então Deus começou a abrir as portas e abençoar a minha vida de uma maneira sobrenatural, e mais uma vez Ele voltou a falar comigo... Deus me disse "Lembre-se do copo de água e do tomate, e não se esqueça das minhas crianças no Haiti!". Esta história continuará...



22 visualizações

Redes Sociais

  • @amorygracia2000
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social